Todos de Jesus -- Igreja Progressista de Cristo - - - - - - - - - - - - - - - -
 
  Início
  Antes de tudo entenda o conceito
  Bíblia e Sexualidade
  Artigos
  => Santos gays?
  => Quem mostra o amor de Jesus?
  => A população glbt e os jesuítas
  => Símbolos GLS
  => Adam & Steve
  => Contrato ou Testamento?
  => Antes de se assumir, algumas orientações
  => O que é um "ex-ex-gay" ?
  => Conheça a cura para a AIDS
  => Os canhotos, a igreja e os homossexuais
  => Conheça a história de "Brenda"
  => Crianças Transgéneres (Superinteressante)
  => Praticando a Justiça
  => Fatores biológicos!
  => Animais gays confundem Darwinistas
  => Maravilhosa Graça
  => Júlio Severo, pregador do preconceito
  => Temática gay nos X-men
  => IPC Entrevista
  => A doença dos preconceituosos
  => Sangue e Preconceito
  => Esta é uma história real
  => As perguntas de Gabriel
  => Livro: Ser gay e cristão é possível
  => Entrevista com o Pr. Kleyton Pessôa
  => 5 mitos sobre homossexuais são derrubados
  => uma pergunta capciosa
  Vídeos
  Notícias
  Humor
  Perguntas Frequentes
  Livros
  Homenageados
  Em que acreditamos
  Fale Conosco
  Ajude nosso ministério
  receba as novidades por e-mail
  Área de Membros
Temática gay nos X-men


 

O filme começa com a cena do garoto no banheiro tentando arrancar as penas (o anjo) porque quer esconder do pai que ele é mutante. Os gays fazem a mesma coisa, a tirada em que ele chora e diz "desculpe" é uma cena clássica das saídas-de-armário…
 
O pai do anjo, milionário que é, descobre uma "cura" para a mutação. Os mutantes fazem fila pra deixar de ser mutantes. Se fosse descoberta uma "cura" para a homossexualidade, não aconteceria a mesma coisa?
http://www.cinemaemcena.com.br/cinemacena/figuras/fotos/xmen3_56.jpg
Acham que eu estou exagerando?

Isso já aconteceu historicamente! 
 
Em 1898, o Instituto Kansas de Doenças Mentais castrava rapazes dizendo que isso curaria sua homossexualidade. Muitos pacientes buscavam voluntariamente a cirurgia, achando que isso mudaria sua sexualidade.

No início do Século 20 muitos laboratórios se ofereciam a curar a homossexualidade através da lobotomia.
A lobotomia, mais apropriadamente chamada leucotomia, é uma intervenção cirúrgica no
cérebro, onde são seccionadas as vias que ligam os lobos frontais ao tálamo e outras vias frontais associadas. Foi utilizada no passado em casos graves de esquizofrenia; os resultados são irreversíveis e questiona-se que tenha trazido algum resultado mesmo para a esquizofrenia; o uso da lobotomia em grande escala é hoje considerada como um dos episódios mais bárbaros da história da Psiquiatria.

Em 1959, um relatório do hospital Estadual Pilgrim, em Nova York, avaliou 100 casos de pacientes que haviam se submetido à lobotomia para reverterem sua sexualidade e concluiu que os pacientes continuavam homossexuais. (no final do filme, mesmo Magneto tendo recebido a injeção, ainda conseguiu movimentar a peça de xadrez).

http://www.baixa.la/arquivos/3330896_imagem.jpg
 
E por falar em Magneto (que é interpretado pelo incrível Sir Ian McKellen, assumidamente gay na vida real) a ideologia dele no filme é ‘Ninguém vai nos curar - nós somos a cura’. Em entrevistas, McKellen já declarou que vê a tentativa de cura dos mutantes como uma metáfora do preconceito contra os homossexuais.

No segundo filme tem uma cena que mostra isso de forma cristalina: quando a mãe do Homem de Gelo pergunta ao filho: “você nunca tentou não ser mutante?”
Qual a mãe de um homossexual que nunca quis que o filho “tentasse não ser gay”? Achando que isso é uma escolha, e não uma condição?

Cobrindo tudo isso, o diretor Bryan Singer é assumidamente gay também.

O primeiro filme mostra uma cena em que o senador Robert Kelly diz que os mutantes devem ser proibidos de lecionar para crianças em escolas. Para quem quiser ver um exemplo histórico de quando isto aconteceu basta assistir ao filme Milk, que conta a história de Harvey Milk, primeiro homem abertamente gay a ser eleito a um cargo público na
Califórnia. E de sua luta para que todos os professores gays da califórnia não ficassem desempregados.

Mesmo nos quadrinhos já existia essa identificação dos mutantes com a causa gay, por exemplo na trama do Vírus Legado, uma doença aparentemente incurável que, a princípio, só afetava mutantes (Uma alusão à Aids).

Que chegue um tempo em que humanos e mutantes possam conviver pacificamente,se é que vocês me entendem.


Leia também: Casal de lésbicas completando 70 anos de união!
 
   
Ce site web est crée gratuit avec Ma-page.fr . Est-ce que tu veux avoir ton propre site web?
Inscris-toi gratuitement