loading...
 
Todos de Jesus -- Igreja Progressista de Cristo - - - - - - - - - - - - - - - -
 
  Início
  Antes de tudo entenda o conceito
  Bíblia e Sexualidade
  Artigos
  => Santos gays?
  => Quem mostra o amor de Jesus?
  => A população glbt e os jesuítas
  => Símbolos GLS
  => Adam & Steve
  => Contrato ou Testamento?
  => Antes de se assumir, algumas orientações
  => O que é um "ex-ex-gay" ?
  => Conheça a cura para a AIDS
  => Os canhotos, a igreja e os homossexuais
  => Conheça a história de "Brenda"
  => Crianças Transgéneres (Superinteressante)
  => Praticando a Justiça
  => Fatores biológicos!
  => Animais gays confundem Darwinistas
  => Maravilhosa Graça
  => Júlio Severo, pregador do preconceito
  => Temática gay nos X-men
  => IPC Entrevista
  => A doença dos preconceituosos
  => Sangue e Preconceito
  => Esta é uma história real
  => As perguntas de Gabriel
  => Livro: Ser gay e cristão é possível
  => Entrevista com o Pr. Kleyton Pessôa
  => 5 mitos sobre homossexuais são derrubados
  => uma pergunta capciosa
  Vídeos
  Notícias
  Humor
  Perguntas Frequentes
  Livros
  Homenageados
  Em que acreditamos
  Fale Conosco
  Ajude nosso ministério
  receba as novidades por e-mail
  Área de Membros
O que é um "ex-ex-gay" ?
 
Alan Chamber, ex-ex-gay

A Exodus Internacional é um grupo dedicado a converter gays em heterossexuais, através, de acordo com eles, "do poder de Jesus Cristo". Agora, um dos porta-vozes do Exodus, Alan Chambers, dos mais conhecidos ativistas anti-gay - ele próprio um "ex-gay" - acaba de revelar que mesmo depois de anos de intensa terapia religiosa, não conseguiu curar sua homossexualidade.

De acordo com o jornal americano Los Angeles Times, durante uma conferência na Concordia University, nos Estados Unidos, Chambers disse que não celebraria mais o fenômeno ex-gay e declarou, inclusive, que nunca encontrou um ex-gay em sua vida. Declarou ainda que, apesar de ser casado e ter filhos, ainda tem que controlar sua "tentação homossexual". "Não há maneira de mudar completamente", disse Chambers.
Chambers não foi o primeiro "ex-gay" a questionar o controverso tratamento. Michael Bussee, que fundou o Exodus, apaixonou-se por outro "ex-gay" e declarou ao LA Times que está acontecendo uma mudança no mundo teológico e médico, "algo positivo", disse ele. A matéria do jornal diz ainda que 42% dos americanos acreditam que a homossexualidade seja inata, ou seja, não poderia ser revertida.

No entanto, apesar de Bussee não se dedicar mais a "curar gays", agora desenvolve coisa parecida: terapias para "ajudar" gays a controlarem seus desejos, mesmo que seja necessário, para isso, viverem no celibato. Para ele, é um direito de seus clientes tentarem impedir os desejos, uma vez que não estão satisfeitos com eles.

O professor da reconhecida Columbia University, David Spitzer disse: "Já que a homossexualidade não é uma doença mental, receitar uma mudança de comportamento não é correto. Contudo, ninguém pode tirar o direito das pessoas de fazerem esforços em mudar seus comportamentos, se não estiverem felizes consigo mesmas." 

 


Por
Gustavo Vinagre

Fonte: Mix Brasil.


 
   
Advertisement  
   
=> Do you also want a homepage for free? Then click here! <=